A. Crer

Crer no sacrifício e ensinamentos dados por Jesus. Uma das últimas palavras ditas por Jesus aqui na terra: "...aquele que crer será salvo".

Mc 16:15-16: “E disse-lhes: Ide por todo o mundo, e pregai o evangelho a toda criatura. Quem crer e for batizado será salvo; mas quem não crer será condenado.” Esta passagem mostra-nos a primeira exigência para tomarmos posse da salvação: crer. Há muita confusão com esta palavra crer.

B. Arrepender-se

Arrepender-se dos pecados cometidos. 

At 2:37-38: “E, ouvindo eles isto, compungiram-se em seu coração, e perguntaram a Pedro e aos demais apóstolos: Que faremos, irmãos? Pedro então lhes respondeu: Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo, para remissão de vossos pecados; e recebereis o dom do Espírito Santo.”

Arrependimento, na Bíblia, não tem simplesmente o sentido de constrangimento ou remorso pelos pecados cometidos. Antes, o seu sentido é muito aprofundado e toma o significado de mudança de direção.

Arrependimento significa reconhecer que nossas atitudes, palavras ou pensamentos foram pecaminosos, que transgrediram a vontade de Deus e, portanto, abandonar tais pecados.

Se, por acaso, viermos a pecar com os mesmos erros ou outros, devemos pedir perdão a Deus, como nos ensinou Jesus na oração do Pai Nosso: "...e perdoa as nossas ofensas...", 

e Jesus intercederá por nós ao Pai, perdoando-nos.

I Jo 2:1: “Meus filhinhos, estas coisas vos escrevo, para que não pequeis; mas, se alguém pecar, temos um Advogado para com o Pai, Jesus Cristo, o justo.”

I Jo 1:9: “Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça.”

Arrependimento ocupa-se com o pecado e o remorso. Alguém disse: Arrependimento é sentir remorso a ponto de deixar o pecado.

Resultado Prático: Na primeira oportunidade o viajante deixa esse trem e embarca no trem certo. Significa “mudar de ideia ou de propósito”. O pecador arrependido propõe mudar de vida e voltar a Deus. O resultado prático é que ele produz: frutos dignos do arrependimento. 

Mt 3:8: “Produzi, pois, frutos dignos de arrependimento,...”

C. Confessar

Confessar o Senhorio de Jesus Cristo. Jesus não quer agentes secretos cristãos, ele quer testemunhas que confessem para o mundo que Jesus Cristo vive em suas vidas.

No texto de Rm 10:9-10, Paulo nos diz que a confissão de nossos lábios deve ser a de que Jesus é o Senhor. "Senhor", no tempo dos apóstolos era uma palavra vinda do grego "Kuriós", que significa: "Senhor soberano, dono de tudo, inclusive das vidas".


Confessar Jesus Cristo como Senhor é colocarmo-nos debaixo de sua direção e ordem.

É reconhecer que Jesus é o dono de nossas vidas, e que, portanto, se nos colocamos em suas mãos, Ele se responsabilizará por nos proteger a vida. Até mesmo o louvor verdadeiro, só pode vir de pessoas que confessem o Seu Nome.

Hb 13:15: “Por meio de Jesus, pois, ofereçamos a Deus, sempre, sacrifício de louvor, que é o fruto de lábios que confessam o seu nome.”

Confessar não é simplesmente pronunciar palavras, mas sim, uma forte convicção e condição de afirmar algo.

O arrependimento necessário para Deus perdoar seus pecados é o arrependimento prático.

Estudo extraído da Apostila de Adoção do Ministério Monte Sião.